Como lidar com a alimentação em viagens de feriados, finais de semana e férias

Como lidar com a alimentação em viagens de feriados, finais de semana e férias
1. Escolha seus “furos” com sabedoria.
Acho super importante desligar um pouco a cabeça de qualquer tipo de regras e obrigações. Afinal, é para isso que viagens servem, não é?
Mas isso não significa comer tudo que quiser.
Eu já fiz isso e o resultado não foi legal! Até a viagem em si foi prejudicada: me sentia pesada, lenta e estufada. Não vale a pena! O que eu faço hoje é equilibrar.
Autoconhecimento é fundamental nessa hora – é importante entender o que é fundamental para você.
Escolho o que mais gosto para consumir com moderação.
Assim é pé na jaca com moderação, hahahaha
Prefiro comer carnes com legumes, para poder tomar uma taça de vinho. E prefiro comer um docinho de vez em quando a comer o couvert todos os dias.
Assim, com uma mistura de boas escolhas e excessos pontuais, encontramos o equilíbrio.

2. Equilibre as refeições ao longo do dia
Exagerou no almoço? Tente escolher pratos mais leves no jantar (ex.: proteínas e vegetais ou uma grande salada).
Se o café da manhã foi o problema, faça escolhas saudáveis nas outras refeições.
Novamente, o equilíbrio traz a liberdade

3. Faça um café da manhã inteligente
Se a sua maior dificuldade é o café da manhã, escolha um ou dois dias para comer algumas das coisas de que você gosta.
Afinal, buffet de hotel é sempre uma tentação, não é?
Mas essa é uma refeição fundamental, que determina o seu apetite e nível de energia ao longo do dia.
Procure fazer boas escolhas, baseando o seu café da manhã em boas gorduras e proteínas.
Alguns exemplos: ovos, frutas, queijos, iogurte, vegetais…
Evite pães, panqueca (geralmente são com açúcar), croissant e sucos em excesso.

4. Evite beliscos
Creio que um dos principais motivos pelos quais eu dificilmente ganho peso em viagens é porque não existem os beliscos. Muitas vezes comemos pelo hábito e não pela fome.
Em viagens, com uma rotina totalmente diferente, acabamos comendo menos vezes ao dia, o que pode ser muito bom.

5. Segure a onda com o couvert
Tá aí uma grande armadilha em restaurantes!
Chegamos geralmente com fome e comemos o couvert sem nem pensar.
Prefira pedir uma entrada como salada, carpaccio, legumes (geralmente são acompanhamento de pratos principais), que são bem mais gostosos e nutritivos do que pão.

6. Não se esqueça dos vegetais
Não é porque você está viajando que vai se esquecer dos vegetais.
Eles saciam, nutrem e ajudam a minimizar o efeito nocivo dos excessos cometidos.
Não deixe de consumir legumes e saladas, sempre que puder.

7. Equilibre o álcool
Se o álcool é algo frequente em suas viagens (#tamojunto hahahaha), procure equilibrar.
Eu me permito uma taça por refeição (taaaaah.. uma taça e meia, vai!), não mais que isso.
E procuro fazer refeições (geralmente no almoço) sem álcoole sempre uma aguinha com gás junto.
Veja o que funciona para você e não beba sem atenção, pois certamente vai exagerar.

8. Mexa-se o quanto puder
Nem toda viagem permite a prática de atividades físicas.
Eu sempre levo roupas e tênis – se encaixar uma corrida ou academia, faço. Mas sem paranoias.
De quer forma, procuro me mexer ao máximo – andando, nadando ou pedalando.
Pois sei que ficar 100% parada por muito tempo não me faz bem.

9. Leve um chocolate 70% com você
Na vontade de um docinho, ele tá ali para salvar!
E chocolate rico em cacau não é “porcaria”, é alimento! Rico em polifenóis, são potentes antioxidantes.

10. Não deixe de comer a comida local
Aproveite suas férias, feriados, finais de semana de viagens e não seja radical.
Não deixe de comer a comida local só porque tem mais gorduras ou carboidratos do que você geralmente come.
Ficar passando vontade só vai fazer você descompensar em outros momentos.
Mas não coma só porque é local. Coma se tiver vontade, se for algo de que você gosta ou tem interesse em provar.
Basta equilibrar as outras refeições e não exagerar nas quantidades.
Essas são as minhas dicas para você curtir a sua viagem e não voltar para casa com menos saúde ou mais quilinhos na balança.
E acredite! se você equilibrar bem, o seu peso ao final da viagem, não irá alterar.



Copyright © 2016 nutriroberta.com.br
Inovando Sìtes Criação e Desenvolvimento de Sites em Porto Alegre RS