Benefícios do Abacate na Alimentação

Benefícios do Abacate na Alimentação
Muitos ainda torcem o nariz para ele pela fama de ser uma fruta calórica e rica em gordura. Realmente a fruta é bastante calórica, mas o que ainda poucas pessoas não sabem é que o consumo dessa fruta traz inúmeros benefícios à saúde.
O alto valor calórico do abacate se deve a grande quantidade de gordura presente nele, mas se engana quem pensa que essa gordura faz mal. Ele é uma das principais fontes de gordura monoinsaturada, que ajuda na redução do colesterol e triglicérides, auxiliando na prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares.
O abacate impulsiona a queda do colesterol porque concentra beta-sitosterol. A substância faz parte do grupo dos fitosteróis, que são quimicamente semelhantes ao colesterol. Por isso, eles conseguem tapear o organismo, sendo absorvidos, lá no intestino, no lugar da molécula gordurosa causadora de danos ao coração. Alguns estudos sugerem até mesmo, que haja um consumo diário de 400 gramas da fruta - algo como uma unidade – para a redução de colesterol LDL, como mostra um estudo onde o consumo de 400g/dia por 100 voluntários fez despencar as taxas de LDL de 5 a 15%. Enquanto isso, o HDL subiu.
E ainda, a glutationa, detectada em altas doses na polpa verdinha, é um antioxidante poderoso, que varre os radicais livres capazes de prejudicar as células. A propriedade garante não só a blindagem do coração como uma menor probabilidade de desenvolver mais doenças, como o câncer. Só tome cuidado porque, em um piscar de olhos, a glutationa pode desaparecer. O ideal é comprar porções pequenas do abacate e poder dividir com algum “habitante da sua casa” :D
Além disso, é fonte de vitamina E e vitamina A, poderosos antioxidantes que atuam como protetores das células. E minerais como: ferro, potássio, magnésio e cálcio.
O combo ofertado pelo abacate ainda inclui uma série de micronutrientes valiosos, como o potássio e o magnésio. E a gama de motivos que põe o abacate na linha de frente em defesa do coração conta também com a sua capacidade anti-inflamatória, como mostrou um estudo da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos. Estudos revelam que um dos primeiros passos para o surgimento da aterosclerose, a formação de placas nas artérias, é justamente a existência de um quadro inflamatório.
Outro benefício do seu consumo é que ele pode auxiliar no processo de emagrecimento. Devido ao seu teor de fibras, promove maior saciedade e ajuda no funcionamento do intestino.
Mas alguns cuidados são necessários, principalmente em relação a quantidade. Você não precisa comer o abacate inteiro de uma só vez, coma somente uma fatia pequena ou o sugerido pela sua nutricionista, e como já disse, consuma com mais algum “habitante de sua casa”. Como se trata de um alimento gorduroso, não dá para consumi-lo de forma desenfreada ou simplesmente somá-lo à dieta sem realizar nenhum tipo de mudança. O ideal é, na medida do possível, colocar as gorduras monoinsaturadas do abacate no lugar das saturadas presentes nas carnes vermelhas, nos queijos amarelos e na manteiga.
Uma dica: Se for necessário guardar, para retardar a oxidação, guarde-o ainda com o caroço, mas lembrando que teremos a redução nas concentrações de alguns nutrientes e fatores nutricionais como a glutationa, por exemplo.
O ideal é que consuma o abacate puro, mas você pode preparar algumas receitas com ele!!!
Veja uma que preparei especialmente para você ;)
Guacamole
Ingredientes
1 unidade de abacate
2 dentes de alho amassados
2 unidades de tomate picado, sem pele, sem sementes
1/2 unidade de cebola picada
Coentro picado à vontade
Cebolinha verde picada à vontade
Pimenta malagueta à vontade
4 colheres de sopa de suco de limão sal
Modo de preparo
Amasse o abacate, misture os demais ingredientes. Você pode servir com fatias de pão (eu prefiro o sem glúten e sem lactose) integral bem fininhas torradas.

Referência

http://www.medicaldaily.com/postmenopausal-women-mediterranean-diet-bone-fracture-risk-379991

Christopher M. Depner, Maret G. Traber, Gerd Bobe, Elizabeth Kensicki, Kurt M. Bohren, Ginger Milne, Donald B. Jump. A Metabolomic Analysis of Omega-3 Fatty Acid-Mediated Attenuation of We!ern Diet-Induced Nonalcoholic Steatohepatitis in LDLR-/- Mice. Oregon State University. “More benefits emerging for one type of omega-3 fatty acid: DHA.” ScienceDaily. ScienceDaily, 23 January 2014.



Copyright © 2016 nutriroberta.com.br
Inovando Sìtes Criação e Desenvolvimento de Sites em Porto Alegre RS